sexta-feira, 27 de julho de 2018

ROLLANDO STONES em um maravilhoso tributo aos Rolling Stones no Teatro Rival.


ROLLANDO STONES

Teatro Rival – Centro / RJ
26/07/2018

            Texto e fotos por Luis Carlos




O dia já era de festa para quem curte o som dos Stones, pois Mick Jagger, vocalista do grupo, comemorava seu aniversário no mesmo dia, e melhor do que aconteceu no rival diante do que eu vi, só mesmo se o próprio aparecesse por lá.

Mas acreditem, com ou sem o Jagger original por lá, Emerson Ribber, vocalista do grupo, não deixou por menos em uma apresentação épica onde ele cantou demais e também é dono de uma presença de palco ímpar. Você pode até dizer: “Ah mas é uma banda cover...”, mas, meus amigos, não é qualquer banda cover, e sim, um grupo formado por músicos gabaritados e com presença em bandas como Nando Reis, Kid Abelha, Lobão, etc. Ninguém ali brinca em serviço. São artistas fundamentais do Rock Brasileiro e com um domínio de seus instrumentos como pouco. Existem muitas bandas covers, mas isso não significa que você seja como aquelas ruins de boteco. O grupo como um todo é formado por excelentes instrumentistas, e até mesmo na falta de um deles, como foi ontem como Fernando Magalhães que estava tocando em SP com o Barão Vermelho, o tributo teve a presença de ninguém menos que Rick Ferreira, lendário guitarrista do Raul Seixas. Aliás foi muito engraçado quando algumas pessoas gritaram: “Toca Raul !”

O grupo se chama Rollando Stones, aliás, uma excelente nome que partiu do guitarrista Ronald Oest, e, que levou o Rival abaixo em um tributo aos Rolling Stones tocando seus maiores clássicos. Quem curte não teve o que reclamar do set, apesar de que eu ficaria feliz se tivesse tocado “Pain it Black”, mas reclaamar disso seria chatice de minha parte já que o grupo tocou uma canção que eu não contava que tocassem, “Angie”. Fiquei com os olhos marejados. A empolgação foi tanta que acabaram tocando mais duas canções no bis: “Sympaty for the Devil” e “Satisfaction”. Aí o palco já tinah sido tomado até mesmo pelos convidados da noite, a cantora Danni Carlos e um cara que é outra lenda do Rock Brasileiro: Arnaldo Brandão, que para quem não sabe, tocou com artistas como A Bolha, Caetano Veloso e Raul Seixas, fazendo parte também de bandas como Brylho e Hanoi Hanoi. Também é autor de músicas como “O Tempo não para” do Cazuza e “Rádio Blá” do Lobão. Falando mais um pouco dos convidados, Danni Carlos cantou com o grupo “I`m Free” e “Jumping Jack Flash” e Arnaldo Brandão com “You Can't Always Get What You Want” e “Honk Tonk Women”.

Não faltaram clássicos atrás de clássicos como “Let´s Spend the Night Together”, “Gimme Shelter”, “Like a Rolling Stones” e “Brown Sugar”, entre outras. Voltando o falar da banda e de que meu ainda não tinha mencionado, o tecladista Alex, um “Americano mais Brasileiro que tudo”, como disseram no palco, além de tocar muito canta super bem. Felipe cambraia, baixista, toca super bem e faz sua apresentação de maneira divertidíssima, e para fechar, o batera, Kadu Menezes, uma enciclopédia do instrumento, é o carisma em pessoa. Que apresentação maravilhosa, “LIKE A ROLANDO STONES !!!



2 comentários:

SOLID ROCK - Um brinde ao Rock pesado no Rio de Janeiro.

SOLID ROCK JUDAS PRIEST + ALICE IN CHAINS + BLACK STAR RIDERS Local: Km de Vantagens Hall - Barra da Tijuca / RJ DIA: 11/11/2018 ...