domingo, 12 de agosto de 2018

Caosficina, uma oficina de caos e boa música.


CAOSFICINA  - Caos na terra, o Início do fim. (CD 2018)

Gravado ao vivo no LF estúdio - Janeiro / 2018.
Produção Independente.

Por Luis Carlos



Quando tive alguma noção do trabalho do Caosficina eu não esperava que som deles fosse o que ouvi pelo CD. Aliás, acabei vendo um show antes de ouvir o CD e percebi que eles tem muito mais de Metal no seu som que eu esperava. Acho que pelo nome fosse ouvir algo mais Hardcore. O som do grupo lembra até aquelas bandas que surgiram nos anos 80 como Taurus e Dorsal, porém, em algumas passagens o grupo flerta com outros estilos, principalmente pelos vocais. Inclusive, possuem um pouco com aquela que se não é a maior influência, certamente é uma delas já que o grupo rem seus shows revezam suas músicas próprias com um set só tocando Matanza. Particularmente não é uma banda que eu admiro e também não afeta tanto o som do grupo, tanto que no show eu achei que não fez tanta diferença, já que as músicas da banda cumpriram bem o papel e deixou o público mais do que satisfeito.
Como felizmente eles não tocam Matanza no disco, mas sim suas próprias músicas, é muito claro o talento de quatro jovens talentosos que dominam muito bem seus instrumentos ao fazer um disco com 11 canções e para um primeiro trabalho, vale a pena ouvir e valorizar, assim como colocar na cabeça que aquele pensamento de “enquanto tiver uma banda na garage sempre haverá Rock and Roll” vale a pena. Bem, para ser sincero, eles já saíram dela até e estão muito bem, inclusive, merecendo um passo maior, o que eu tenho certeza que irá acontecer se continuarem fazendo músicas excelentes assim.

Caosficina ao vivo no evento Heavy Drink. (foto por Luis Carlos)

O disco tem músicas muito boas e com umas letras bem bacanas cantada pelo excelente vocal do Gabriel Hetfield, com sacadas irônicas bem legais, como em “Assalto Santo”. Sem contar ainda, músicas como “Assassino Serial”, “Escravos da Mãe Pátria Brasil”, que descrevem bem o caminho que grupo transita muito bem que muitos tentam fazer e acaba saindo um resultado ruim, que é o de cantar na nossa língua. Atualmente mesmo temos um monte de bandas ruins emulando os anos 80 achando que fazer algo ruim, mal cantado e gravado é “old school”. Outro detalhe bem importante é que o disco foi gravado ao vivo e isso não é para qualquer um porque você sempre fica suscetível a algum erro. E olhe que é uma banda ainda jovem. Além do já citado Gabriel, os demais músicos são excelentes e tocam muito bem, recomendo também assistir show deles, pois possuem uma apresentação bem bacana. O Caosficina é mais um motivo para continuarmos acreditando que o Rock está bem vivo.

4 comentários:

SOLID ROCK - Um brinde ao Rock pesado no Rio de Janeiro.

SOLID ROCK JUDAS PRIEST + ALICE IN CHAINS + BLACK STAR RIDERS Local: Km de Vantagens Hall - Barra da Tijuca / RJ DIA: 11/11/2018 ...